Receba meu informativo

O financiamento público, pelo BNDES, de R$ 146 milhões, para a ampliação de quartos do Hotel Gloria, tem servido para descaracterizá-los e reduzi-los de 610 para apenas 231 quartos.
NÚMERO DE ARTIGOS:8

Patrimônio Cultural no Rio: caranguejando…

Nesta quinta-feira estava feliz. Ia, finalmente, escrever um blog elogiando uma ação do governo municipal em prol do patrimônio cultural da Cidade. Mas, no final da tarde, a confirmação do anúncio da venda das ruínas do ex-Hotel Glória me fez desistir de um artigo só de engrandecimentos.

Em matéria de preservação do patrimônio cultural da cidade é um prá frente e dois prá trás. Caranguejando e olhe lá. 

Leia mais ...

Hotel Glória, um patrimônio perdido

Não houve tempo para que os cariocas lamentassem a perda do Hotel Glória. Hoje, pouco resta do local que já foi um imponente hotel que hospedou celebridades e Chefes de estado, além de espetáculos em seu inesquecível teatro.

Leia mais ...

“Estranha ironia”

Confiram o desabafo da moradora do bairro da Glória, Silvia Steinberg, compartilhado por vários vizinhos dos quatro edifícios da Rua do Russel que fazem divisa com as obras do hotel Glória. 

Leia mais ...

Atuação Legislativa : Fiscalização parlamentar

Diz-se, constantemente, que uma das tarefas dos parlamentares é a de fiscalização.  Mas não devemos nos enganar, pois a Constituição dá aos parlamentares poderes restritos de fiscalização.

Leia mais ...

Adeus, Hotel Glória – II: responsabilidades!

O financiamento público de R$ 146 milhões, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES), para a “reforma” do histórico Hotel Glória foge à qualquer lógica do  discurso das autoridades

Leia mais ...

Adeus, Hotel Glória – I

Os cariocas não tiveram tempo de chorar a perda do Hotel Glória.

O edifício que lá está, já não pode ser reconhecido como o imponente hotel que hospedou celebridades e Chefes de Estado, e que abrigou inúmeros espetáculos em seu inesquecível teatro.

Leia mais ...

Desmonte do Hotel Glória: anos de prejuízos e transtornos

Em maio deste ano, nosso Gabinete registrou o cenário devastador do desmonte do Hotel Glória para a implantação do “Glória Palace”, e que tem alterado de forma significativa o cotidiano dos moradores de prédios da Rua do Russel, vizinhos das obras.

Leia mais ...

Desmonte do Hotel Glória traz transtornos à vizinhança

Um cronograma “furado”, um projeto sem muitos detalhes e muitos “imprevistos”, somados ao barulho ensurdecedor de máquinas durante todo o dia, à poeira contínua e ao desconforto compulsório sem data prevista de finalização

Leia mais ...

 
  • Abaixo-assinado 21 | Abril | 2014
    Salve a Baía de Guanabara!

    Para atrair as Olimpíadas para o Rio, o Brasil prometeu despoluir 80% da Baía de Guanabara até 2016. No entanto, até agora o acordo não vem sendo cumprido. As competições classificatórias de vela estão ocorrendo num mar de esgoto, provocando a indignação internacional, especialmente dos atletas. Cobre das autoridades um direito que é seu !

 Imagens do Rio Antigo

   


  • Transolímpica: obra derrubará 200 mil m² de Mata Atlântica 16 | Abril | 2014
    Transolímpica: obra derrubará 200 mil m² de Mata Atlântica

    Em entrevista ao site Uol esporte, destaco que a construção da Transolímpica, avenida prometida para integrar o esquema de transporte da Rio-2016, e que causará a derrubada de 200 mil m² de Mata Atlântica no Rio de Janeiro, pode ser, mais uma vez, a prova de que o compromisso com a sustentabilidade está perto de se tornar mais uma promessa não cumprida, vide o que tem sido feito também na construção do campo de golfe da Rio-2016. Reduzir o número de desapropriações é bom, mas é certo de que nenhum morador ficaria chateado em deixar sua casa se recebesse um imóvel digno em troca. O problema é que a Prefeitura não quer pagar por isso. Aí nossos governantes afirmam que derrubar a Mata Atlântica é uma opção. A Mata Atlântica é um bem de todos, que não tem preço !
  • Lei não pode dar prazos ao Executivo para propor outras leis 10 | Abril | 2014
    Lei não pode dar prazos ao Executivo para propor outras leis

    O Supremo Tribunal Federal (STF) assim entendeu. Nem mesmo um dispositivo em uma Constituição Estadual pode determinar prazos para que o Executivo proponha um projeto de lei, ou pratique um ato administrativo de sua competência; isso violaria o princípio da independência dos Poderes.
  • O BNDES e os seus dois Paes 8 | Abril | 2014
    O BNDES e os seus dois Paes

    No último domingo, dia 6, o colunista Ancelmo Gois, no jornal "O Globo", comentou sobre a frustração do prefeito Paes por não ter conseguido "levar para o Porto" o projeto do anexo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Muito estranho
  • Ainda sobre o preço dos transportes: o Transmetro da Guatemala e de Bogotá 3 | Abril | 2014
    Ainda sobre o preço dos transportes: o Transmetro da Guatemala e de Bogotá

    Quanto está custando o modal do BRT chamado de Transmetro nas cidades sulamericanas ? Já sabemos o preço em Quito (o equivalente a R$ 0,75). Agora, o preço nas cidade da Guatemala e de Bogotá. Na primeira, uma cidade média para os padrões brasileiros, a passagem custa o módico de 1 quétzal, que corresponde a U$ 0,18, equivalente a cerca de R$ 0,85. Já em Bogotá, o famoso Transmetro de lá custa 2/3 de dólar, ou seja, cerca de R$ 1,60.
  • Abandonado, prédio de futura escola ameaça desabar 2 | Abril | 2014
    Abandonado, prédio de futura escola ameaça desabar

    Há oito anos abandonado, um prédio de cinco pavimentos ameaça desabar em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O imóvel que já abrigou diversos órgãos públicos, inclusive um posto de atendimento do Detran e o antigo Banco do Estado do Rio de Janeiro, está com a sua estrutura comprometida, com rachaduras e infiltrações.