Receba meu informativo

Câmara do Rio faz Audiência Pública de ficção: o caso do América F.C.

0

Quem, em sã consciência, pode se preparar para ir à uma audiência pública marcada de um dia para o outro através de uma publicação do Diário Oficial do Município ? Pois então, os vereadores do Rio acham que dá para fazer uma audiência pública assim.

Publicaram nesta segunda-feira, dia 20, convocando para a realização no dia seguinte, dia 21, às 9h30 da manhã.  Seria hilário, se não fosse um assunto extremamente sério. Seria infantil, se não fossem os vereadores todos adultos, maiores, e ocupando nobres funçõesde legisladores da Cidade.  Tratam o cidadão, que eventualmente queira participar, com desprezo, e, consequentemente com de respeito. 

2. convocação

Diário Oficial do Rio de 20.03.2017

Sim, porque só tendo muito desprezo pelo que um cidadão tenha a dizer, a se manifestar ou até mesmo a ouvir numa audiência pública é que um conjunto de vereadores, capitaneados pela Presidência da Casa e por três Comissões, teria a falta de compostura política de marcar uma audiência pública a ser realizada 24 horas depois de ser publicada em um Diário Oficial da Câmara.

america

Imagem aérea do terreno

O projeto em questão é o que modifica, para um único terreno na Tijuca, os índices construtivos para permitir maior e melhor lucro de seus proprietários, no caso o Clube do América.  Quantos milhões de reais envolvem este aumento de aproveitamento do terreno? R$ 5 milhões, R$ 10 milhões ou mais?  Não está esclarecido.

Não está esclarecido também como e por quem o dinheiro arrecadado será gerido. É elementar que não serão os sócios do falido clube.  Será a atual direção?  

Não está esclarecido nem mesmo se o local continuará a ser clube, pois a emenda 1 ao projeto é tão mal feita que nem dá conta de assegurar que o clube continue a funcionar dignamente no local.

Finalmente, ficará a população com todo o encargo de pagar pelos impactos ambientais e de serviços públicos que o aumento de intensidade de uso, dado gratuitamente ao grupo gestor do lote, causará ao bairro, à infraestrutura de saneamento, esgotamento, mobilidade,entre outros ?

O urbanismo da Cidade do Rio continua sendo tratado lote a lote, desconstruído e despedaçado. Não é a toa que estamos falidos, fruto da pobreza técnica com que os legisladores da Cidade tratam este interesse público.

Confira também:

Clube do América coloca a Tijuca em cheque – Um jogo sem planejamento

Argentina e a participação social nas políticas públicas: avanço pela Jurisprudência

Deixe um comentário



* campos obrigatórios.

Paisagem Cultural do Rio ameaçada pela obstrução de prédios

Galeria completa aqui

  • E por falar em imóveis abandonados, não só os históricos … 20 | Julho | 2017
    E por falar em imóveis abandonados, não só os históricos …
    0

    Imóveis abandonados não são  só uma questão dos bens históricos preservados. É uma questão urbanística, como mencionamos em nosso blog desta semana!  Vale para bens públicos e privados, como ressalta este editorial da Folha SP.   Neste artigo destaco a seguinte frase: “Paris, antes de privatizar 23 grandes áreas, promoveu concurso internacional para selecionar as melhores propostas. Evitou, assim, a proliferação de condomínios ou shopping centers que nada acrescentariam à cidade.”  Por que não imitar? (mais…)

  • “Uso de redes sociais na política esmaga o futuro” 12 | Junho | 2017
    “Uso de redes sociais na política esmaga o futuro”
    0

    Nesta entrevista à Folha de São Paulo, um dos especialistas franceses mais renomados em ciências da comunicação defende uma concepção da comunicação que privilegia o homem e a democracia, ao invés da técnica e da economia. “Eu sou da opinião de que há mais inconvenientes do que vantagens das redes sociais na política. É uma perversão total achar que a ausência de atores intermediários melhora a política. Não há política sem atores intermediários”, destaca. Confira aqui. (mais…)

  • Serra de São Domingos é tombada como patrimônio estadual 5 | Junho | 2017
    Serra de São Domingos é tombada como patrimônio estadual
    0

    A Serra de São Domingos, de Poços de Caldas, foi tombada como patrimônio estadual. O tombamento foi realizado pelo Conselho Estadual do Patrimônio Cultural de Minas Gerais. “Conservar a Serra de São Domingos é, como afirma Sônia Rabello Castro, ‘proteger do dano, da mutilação e da descaracterização’ ”, explica Françoise Jean , diretora de Proteção e Memória do Iepha-MG. Confira mais aqui.

  • Legado Olímpico do Rio torna-se herança a lamentar 29 | Maio | 2017
    Legado Olímpico do Rio torna-se herança a lamentar
    0

    Neste artigo, publicado no Urbe CaRioca, o destaque do National Post, com um relato detalhado onde Scott Stinson faz várias indagações, desde sobre o paradeiro das sementes levadas por atletas durante a abertura dos Jogos Olímpicos – que seriam destinadas à formação de um parque no pólo de Deodoro – até o prometido tratamento de esgotos que nunca chegou. Confira aqui.

  • América F.C. – História diz que shopping não salva clube 5 | Abril | 2017
    América F.C. – História diz que shopping não salva clube
    0

    Neste artigo do Urbe Carioca, a arquiteta urbanista Andréa Redondo destaca que “do mesmo modo que não há garantia de que estádios resolverão os problemas financeiros dessas instituições, é de se indagar se liberar a construção de shoppings, à custa do solo e da paisagem urbanas, salva clubes de futebol. (mais…)

    Cadastre-se

    Receba notificações de novas publicações

                   

    Paisagem Cultural do Rio ameaçada pela obstrução de prédios

    Galeria completa aqui

    Cadastre-se

    Receba notificações de novas publicações

     

    Cais do Valongo: patrimônio mundial. E agora?

    Crédito: Sonia Rabello